Notícias


Publicado em:
26
3/2018

Você sabe como foi criado o primeiro apontador de lápis?

Só quem já precisou afiar a ponta de um lápis com uma faca sabe o quanto esta invenção foi útil à humanidade



Metatags:

Assim como acontecia com a maioria das tarefas, na Antiguidade até mesmo afiar um lápis era algo que exigia dedicação e paciência. Naqueles tempos, a única maneira de se fazer isso era usando facas ou navalhas. Até hoje, alguns tipos de lápis ainda seguem sendo afiados assim – é o caso dos lápis de carpinteiro.

No entanto, para tornar a tarefa mais segura, fácil e rápida, o matemático francês Bernard Lassimone criou, em 1828, um afiador de lápis e solicitou sua patente. Alguns anos depois, em 1847, o DES Estwaux de Therry inventou os apontadores manuais. Em Portugal, estes objetos são chamados de aguça-lápis, afiadeira, afia-lápis ou apenas afia.

O mercado de papelaria brasileiro oferece, atualmente, diversos modelos de apontadores, que podem ser usados tanto para lápis preto como para lápis de cor. Entre as opções disponíveis, existem os apontadores de duas espessuras, aqueles com corpo de plástico, outros com corpo de metal, e até mesmo os com reservatório para as aparas, um dos mais solicitados nas listas de material pelas escolas.

Fonte: Primeira Página, com informações da Wikipedia.


Últimas notícias

Gloob comemora 35 milhões de produtos licenciados vendidos

Propriedades da marca despontam no mercado em diversos segmentos, como papelaria, brinquedos, confecção, calçados e outros.
Leia Mais

Dicas para economizar na compra do material escolar

Programar-se com antecedência, reaproveitar itens do ano anterior e juntar-se a outros pais para comprar em maior quantidade podem diminuir o impacto no orçamento doméstico
Leia Mais

Inovação versus eficiência

Em artigo publicado na Revista da Papelaria, especialista alerta que a eficiência operacional, tão importante para o crescimento de qualquer negócio, pode sufocar inovação nas empresas.
Leia Mais