Notícias


Publicado em:
18
6/2018

Tecnologia na educação infantil: como equilibrar o acesso e escolher conteúdos?

Saiba como os pais podem aproveitar atividades tecnológicas com qualidade e de forma saudável no dia a dia das crianças



Metatags:

A tecnologia já faz parte da vida de qualquer pessoa, tanto das antigas gerações quanto das crianças que já nascem inseridas nesse universo. Porém, um dos grandes dilemas dos pais é conseguir equilibrar o acesso, permitindo que a criança fique conectada de maneira segura e saudável.

Até uma certa idade, é possível ter total controle sobre o conteúdo a que os pequenos são expostos, mas depois de um tempo, vai ficando cada vez mais difícil e é sempre uma negociação para os pais. "Uma plataforma que oferece este tipo de conteúdo precisa ter um rigoroso processo de elaboração e curadoria, e cabe a cada família oferecer apoio para as crianças”, afirma Cynthia Spaggiari, coordenadora de curadoria da PlayKids.

“Dessa forma, é possível acompanhar a trajetória de desenvolvimento e garantir que eles não deixarão de lado outros estímulos que também são fundamentais para seu crescimento", completa ela, para quem também é importante que os pais e responsáveis ofereçam conteúdos curados e direcionados para o desenvolvimento cognitivo dos pequenos, além de estarem constantemente presentes.

Acompanhar o que as crianças estão consumindo e por onde estão navegando é essencial para pais e cuidadores, além disso algumas ações também são importantes quando o assunto é tecnologia. Veja a seguir quatro dicas que a especialista em conteúdo infantil selecionou para ajudar a ensinar as crianças a lidarem da melhor forma com a tecnologia:

Orientação direcionada para pais e filhos

É papel dos pais e responsáveis orientar as crianças na utilização da tecnologia, porém é importante que busquem informação e conteúdo para entender a melhor forma de gerenciar esse contato. Além disso, é importante adequar as expectativas diante do ritmo e desenvolvimento de cada criança - ou seja, independentemente do tipo de atividade oferecida, cada ser humano evolui e aprende de uma forma e em um momento diferente e pessoal. 

Supervisão do que as crianças estão fazendo

O uso supervisionado de recursos digitais pode ser muito favorável em se tratando dos aspectos sociais e emocionais dos pequenos. Além disso, a participação dos pais em atividades e vídeos colaborativos pode contribuir para o desenvolvimento cognitivo das crianças.

Equilíbrio entre online e offline

A conciliação e equilíbrio entre estratégias digitais e atividades ao ar livre é de grande importância para o desenvolvimento infantil, especialmente para que haja pleno desenvolvimento das habilidades motoras, cognitivas e sócioemocionais.

Rotina das crianças

Converse sobre o dia a dia dos pequenos dentro de casa, para que eles possam se conscientizar da importância de realizar algumas tarefas, como por exemplo, guardar os brinquedos, recolher a roupa no cesto após o banho. Isso pode auxiliar em seu senso de organização e raciocínio lógico, além de evitar o conflito emocional e frustração na hora de desligar as telas. Dessa forma, a criança entenderá que o momento de brincar com dispositivos tecnológicos é equivalente aos momentos de cumprir suas tarefas.


Fonte: Primeira Página, com artigo produzido pela assessoria de imprensa da PlayKids


Últimas notícias

Reaproveitamento é boa dica para economizar com material escolar

Além de cuidar da saúde do bolso numa época marcada por outras despesas, atitude contribui também para o meio ambiente.
Leia Mais

Dicas para obter sucesso no comércio online na Black Friday

É importante entender que o consumidor busca uma experiência personalizada, que abrange conteúdo e interações nos canais de comunicação do varejo.
Leia Mais

Papelaria com Personalidade lança Agenda de Signos 2019

Em edição limitada, produto tem conteúdo exclusivo, design sofisticado e selo Carbon Free.
Leia Mais