Notícias


Publicado em:
7
8/2018

Painel E-Commerce lota auditório do Escolar Experience

Palestras apontaram a necessidade de vender online para melhorar os resultados e atingir um público que cresce a cada dia.



Metatags: Painel E-Commerce, Comércio Eletrônico, Gimba, Saraiva, F1, Tatix, Ciranda Cultural, E-Commerce Brasil, Marketplace

O Brasil tem 116 milhões de pessoas conectadas; 82% vão pesquisar preços na internet para fazer as compras do Dia dos Pai; do total de itens vendidos por meio digital, 8,3% são da categoria Livros, Assinaturas e Apostilas, e 4,5% de Informática.

Esses são alguns dados apresentados no início do Painel E-Commerce, conjunto de palestras sobre comércio eletrônico que ocupou parte da programação do Escolar Experience no terceiro dia da Escolar 2018 (7).

O que esses números significam? Que que os lojistas que não estão vendendo pela internet devem fazê-lo rapidamente, e quem já vende deve se preparar para a concorrência que tende a crescer.

Caio Colagrande, editor do site E-Commerce Brasil, abriu o painel e mediou o debate final entre os convidados. A primeira palestrante foi Luiza Lamarca, do Gimba (foto), que deu uma verdadeira aula sobre o papel do digital para na melhoria do desempenho das vendas de papelarias.

Luiza elencou os porquês do entrar no e-commerce: o público está online e pesquisa no ambiente virtual; a loja online tem maior alcance que a física e funciona 24 horas; os produtos são mais fáceis de encontrar; o cliente encontra mais praticidade e comodidade; entre outros.

Em seguida, chamou atenção para a necessária integração entre a loja física e virtual especialmente na questão de estoque, retirada e troca de produtos. Alertou, também, que o ideal é manter a mesma política de preços e promoções nos dois canais para não frustrar o cliente – salvo em casos de ações pontuais para fortalecer um ou outro canal.

Luiza deu também várias dicas sobre marketing digital e discorreu sobre ferramentas como alcance orgânico e pago do Google e redes sociais, SEO, manutenção de um site responsivo (versão mobile), ações com influenciadores, e-mail marketing, whatsapp e Waze.

Para finalizar, apontou os prós e contras dos marketplaces, que é quando o fabricante/lojista coloca seus produtos à venda em grandes sites de comércio online.

O painel foi seguido de palestras de Eduardo Oliveira (F1), e uma conversa conjunta dele com Eduardo Cunha (Ciranda Cultural), Fabio Mori (Tatix) e Thaiza Estevão (Saraiva).

Fonte: Primeira Página


Últimas notícias

Reaproveitamento é boa dica para economizar com material escolar

Além de cuidar da saúde do bolso numa época marcada por outras despesas, atitude contribui também para o meio ambiente.
Leia Mais

Dicas para obter sucesso no comércio online na Black Friday

É importante entender que o consumidor busca uma experiência personalizada, que abrange conteúdo e interações nos canais de comunicação do varejo.
Leia Mais

Papelaria com Personalidade lança Agenda de Signos 2019

Em edição limitada, produto tem conteúdo exclusivo, design sofisticado e selo Carbon Free.
Leia Mais