Notícias


Publicado em:
14
11/2018

Reaproveitamento é boa dica para economizar com material escolar

Além de cuidar da saúde do bolso numa época marcada por outras despesas, atitude contribui também para o meio ambiente.



Metatags: Material Escolar, Economia, Reaproveitamento, Dicas, Meio Ambiente

Com o fim de um ano letivo, não tem como não começar a pensar no início do próximo e uma das preocupações mais correntes – ao lado da matrículas e uniformes – é a compra do material escolar. Saber reaproveitar esses itens ajuda não só a economizar dinheiro, mas também contribui com o meio ambiente.

Preservar os materiais, reaproveitar do ano anterior, comprar em sebos e pesquisar sobre a qualidade estão entre as dicas que o portal Jetss selecionou para ajudar pais e alunos:


  • Comece preservando os materiais de um ano para que eles possam ser reutilizados no seguinte. Folhas de cadernos que ficaram em branco, por exemplo, devem ser aproveitadas;

  • Os lápis foram gastos e ficaram curtos? Sem problema! Já existem opções de “alongadores”, também chamado de “extensores” ou “prolongadores”, que ajudam a segurar os lápis para usá-los até o fim;

  • Canetinhas ou marcadores secos podem receber algumas gotas de álcool ou água e, muitas vezes, voltar a funcionar. Experimente!;

  • Veja se algum colega está doando ou vendendo materiais usados;

  • Você pode encontrar livros e apostilas em sebos por um preço bem mais acessível;

  • Para evitar o ressecamento, tampe bem as colas bastão, as colas líquidas e as canetas;

  • Encape os cadernos para que suas capas fiquem protegidas e que eles durem até que todas as suas folhas tenham sido usadas;

  • Encape as pastas e reforce os vincos nas dobras com fita adesiva para que elas não desmontem ou rasguem;

  • Preserve o compasso num estojo rígido ou na própria embalagem para evitar que ele entorte ou perca a ponta da agulha;

  • Transporte as réguas dentro dos cadernos, pastas ou livros de maneira que elas fiquem mais protegidas e não se quebrem dentro da mochila;

  • Pesquise e se informe sobre a qualidade dos produtos. Em alguns casos, material mais barato dura menos;

  • Evite comprar material muito sofisticado ou com o personagem da moda. A moda muda, mas o material deve atender às necessidades dos estudantes pelo maior período possível;

  • Verifique se a matéria-prima usada no material é renovável e dê preferência a produtos feitos com essas matérias-primas ou com material reciclado pós-consumo. Assim você ajuda a diminuir os impactos negativos no meio ambiente.

Fonte: Primeira Página, com informações do portal Jetss


Últimas notícias

Cinco dicas do Sebrae para quem quer abrir um e-commerce

Plano de negócio é o primeiro passo para os interessados.
Leia Mais

Natal deve movimentar R$ 53,5 bi na economia

Dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e do Serviço de Proteção ao Crédito apontam que mais de 110 milhões de consumidores devem ir às compras e investir, em média, R$ 116 por produto.
Leia Mais

Quatro em cada dez brasileiros pretendem abrir um negócio até 2020

Na frente de países como Japão, Brasil entrou no ranking com Arábia Saudita, México, Índia, África do Sul e China.
Leia Mais