Notícias


Publicado em:
4
12/2018

Agenda Zodíaco e Calendário Lunar enchem a Cícero de boas energias

Em colaboração com a marca Ahlma, papelaria mostra lançamentos inspirados pela pegada esotérica.



Metatags: Cícero, Calendário Lunar, Astral, Zodíaco, Agenda 2019

Em conexão com os céus, a Cícero apresenta duas grandes novidades em seu catálogo para 2019. Com a ideia de que as fases da lua influenciam diretamente na energia dos negócios, amores e na rotina em geral, a marca de artigos para papelaria lança a Agenda Astral Zodíaco.

Com 14x21 cm de medida, a agenda, que é uma COLAB da Cícero com a Ahlma, tem espaço para anotações e surge em cor Pantone Neon. De acordo com a empresa, o objetivo é deixar que o universo guie as decisões ao longo do ano.

Além disso, inspirada pelas ótimas previsões para o novo ano, a marca traz também o Calendário Lunar em papel couché e encadernado em brochura com capa dura. O produto pretende inspirar e organizar o novo ciclo com design de bom gosto e produção primorosa.

O que é Calendário Lunar?

De acordo com artigo de José Roberto V. Costa, no site Astronomia no Zênite, o calendário lunar – como o próprio nome diz – segue as fases da Lua. Nesse tipo de medição do tempo, os meses começam na Lua Nova e têm 29 e 30 dias, alternadamente.

O calendário islâmico, por exemplo, é lunar. Ele tem 354 dias (ou 12 lunações) e, do mesmo modo que o calendário solar, ele precisa sofrer ajustes periódicos para se adequar aos ciclos naturais. Por isso, os muçulmanos acrescentam 11 dias a cada 30 anos, o que eles chamam de “anos embolismais”.

Fonte: Primeira Página


Últimas notícias

Cinco dicas do Sebrae para quem quer abrir um e-commerce

Plano de negócio é o primeiro passo para os interessados.
Leia Mais

Natal deve movimentar R$ 53,5 bi na economia

Dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e do Serviço de Proteção ao Crédito apontam que mais de 110 milhões de consumidores devem ir às compras e investir, em média, R$ 116 por produto.
Leia Mais

Quatro em cada dez brasileiros pretendem abrir um negócio até 2020

Na frente de países como Japão, Brasil entrou no ranking com Arábia Saudita, México, Índia, África do Sul e China.
Leia Mais