Notícias


Publicado em:
5
12/2018

Cresce o número de pequenos e médios empresários otimistas com 2019

Pesquisa “Perspectivas Empresariais” da Boa Vista SCPC, chama a atenção para a melhora do humor entre os investidores.



Metatags:
FreeImages

A pesquisa trimestral “Perspectivas Empresariais”, da Boa Vista SCPC, realizada com cerca de mil executivos de todo o Brasil no 3º trimestre de 2018, aponta a melhora do otimismo entre micro, pequenos e médios empresários, o que mostra uma mudança de humor em todos os portes.

O levantamento mostra que, no mesmo período de 2017, 40% dos médios empresários previam ter um faturamento maior em 2018. Entrevistados agora no 3º trimestre de 2018, 54% têm a expectativa de faturar mais no próximo ano - um salto de 14 pontos percentuais.

Mantendo a base de comparação, 35% dos micro e pequenos empresários previam faturar mais em 2018, e agora são 42%, em ambos os portes. Um crescimento de sete pontos percentuais, respectivamente.

Em relação ao setor de atividade, contatou-se que as de Serviços são as que estão mais otimistas com relação ao faturamento. Neste segmento, 48% dos entrevistados esperam faturar mais em 2019 (no terceiro trimestre de 2017 eram 37% os que esperavam faturar mais em 2018). O setor do Comércio permanece estável (42%) e o da Indústria teve uma pequena alta, passando de 40% para 42%, na mesma base de comparação.

Os empresários de micro, pequenas, médias e grandes empresas também se mostraram otimistas com relação aos investimentos para o próximo ano, na comparação ao 3º Tri/17. Os microempresários representam 35% contra 31%. Os das pequenas empresas eram 24% e agora 38% os que preveem investir mais em 2019. O das médias agora são 39% contra 35% e os das grandes empresas 51%, contra 43%.

O empresário do segmento de Serviços é o que está mais confiante no aumento dos investimentos para o próximo ano. No terceiro trimestre de 2017, 30% previam mais aportes em 2018, já no mesmo período deste ano, 40% dos executivos acreditam que terão mais investimentos em 2019.

O empresário do Comércio se manteve com percentuais praticamente iguais, na mesma base de comparação, passando de 36% para 35% quanto à perspectiva de crescimento. Os executivos da Indústria preveem um salto de oito pontos percentuais em investimentos no negócio (de 27% para 35%, na mesma base de comparação).

Leia também: Varejo paulista volta a contratar pelo segundo mês consecutivo

Fonte: Primeira Página com informações da assessoria de imprensa da Boa Vista.


Últimas notícias

Cinco dicas do Sebrae para quem quer abrir um e-commerce

Plano de negócio é o primeiro passo para os interessados.
Leia Mais

Natal deve movimentar R$ 53,5 bi na economia

Dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e do Serviço de Proteção ao Crédito apontam que mais de 110 milhões de consumidores devem ir às compras e investir, em média, R$ 116 por produto.
Leia Mais

Quatro em cada dez brasileiros pretendem abrir um negócio até 2020

Na frente de países como Japão, Brasil entrou no ranking com Arábia Saudita, México, Índia, África do Sul e China.
Leia Mais