Entrevista

Ará Candio, fundador e visual merchandiser da VIU Visual Merchandising

 

Especialista em criações para o varejo, ele é responsável pelo projeto de visual merchandising da Papelaria e Livraria Conceito, principal experiência desta edição da feira.

 

Uma papelaria deve servir como fonte de inspiração ativa e que informe aos clientes as diversas possibilidades de “brincar” com os produtos que a loja vende.

É com isto em mente que Ará Candio, fundador e visual merchandiser da VIU Visual Merchandising, desenvolveu o projeto da Papelaria e Livraria Conceito, principal experiência da Escolar 2019.

Com pós-graduação em Marketing de Moda e graduação em Hotelaria, Ará tem passagens por empresas como Lush, Guerreiro Joias e Daslu, no Brasil, Levi’s, na Inglaterra, e foi stylist da banda australiana Silverchair.

Nesta entrevista para o Portal Francal, ele conta como a Papelaria e Livraria Conceito vai demonstrar, na prática, que a experiência dentro do ponto de venda conta muito mais história do que um simples discurso de que a loja é funcional.

Para completar, no dia 4 (domingo), às 13h, ele apresenta a palestra especial Como tornar sua vitrine atraente em datas comemorativas. Estão todos convidados!

 

Quais os benefícios da aplicação das técnicas de visual merchandising para as papelarias?

Não só para papelarias, mas para todo e qualquer tipo de espaço que comercializa produtos. 

A aplicação de técnicas do VM é sempre focada em um “discurso” que dá vida aos produtos, ajudando que estes demonstrem, através de uma apresentação visual, a sua importância para o dia a dia do consumidor. 

O VM ajuda neste discurso e ajuda também na intenção de “vendas casadas” (vender mais de um produto para cada cliente).

Portanto, o benefício é sempre focado em aumento das vendas através de uma estética bem pensada e melhorada.

 

Quais os erros mais comuns que você observa nas papelarias em termos de ambientação, exposição de produtos etc.?

Falta de criatividade. Muitas papelarias não “discursam” a experiência dentro da loja em si.

Uma papelaria serve tanto no discurso passivo para a seus clientes, quanto para uma fonte de inspiração ativa e que informe aos clientes as diversas possibilidades de “brincar” com os produtos que a loja vende.

Também bem comum são erros de projetos de luminotécnica que não ajudam quanto a salientar produtos expostos.

 

Algumas das técnicas de visual merchandising podem ser adotadas de imediato, sem um grande investimento?

Uma boa técnica para uso imediato é sugerir exposições de sugestão de presentes em datas comemorativas. Eleger pontos importantes e focais dentro da loja (chamamos de “hot spot”) e, nestes pontos, sugerir produtos “casados” e que passem por si só a informação da data comemorativa de que fazem parte. 

Os “hot spots” funcionam como vitrines internas da loja, a mesma função de uma vitrine na fachada. 

Objetivar desejos das pessoas faz parte da técnica de VM e não há investimento algum para essa dica, já que estamos falando de se utilizar coordenação de produtos já existentes e a venda na loja. 

 

A papelaria que deseja dar uma verdadeira repaginada em sua loja precisa investir muito?

Aí que entra o trabalho do consultor em VM. Não há como saber o tamanho do investimento a ser feito, sem saber o tamanho das problemáticas que a loja apresenta. 

Importante para o lojista é lembrar que, se ele possui uma loja, a contratação de um especialista em VM é para ser aplicada para durar mais muitos anos, portanto, deve ser realmente encarado como um investimento a ser feito no espaço de venda, e nunca um custo.

 

De que forma você vai demonstrar isso tudo na Papelaria e Livraria Conceito da Escolar 2019?

Exatamente da forma como expliquei as outras questões: provar que as papelarias e livrarias, bem como todos os espaços que vendem produtos para todo e qualquer segmento do comércio, nos dias de hoje a experiência dentro do espaço conta muito mais história do que um simples discurso de que a loja é apenas funcional. Todo consumidor nos quer experiência no espaço é não mais apenas entrar pra comprar. 

Uma loja atual, com a ajuda de um bom serviço, vende emoção. 

 

Quais os principais pontos que você vai abordar em sua palestra Como tornar sua vitrine atraente em datas comemorativas?

Um breve resumo que posso passar aqui é que, para tornar uma vitrine e loja atraentes, é necessário entender que há um tempo factual que todos precisamos ter para que o processo em VM seja aplicado na loja de modo correto. É esse processo que irei demonstrar na palestra.

 

Leia também: Escolar 2019 mostra como lojistas podem melhorar a experiência de compra dos clientes

Leia também: Lounge Personal Organizer será ponto de encontro entre varejo e organizers

 

Fonte: Primeira Página

Redes Sociais