Inspirações

5 dicas antes de trocar a escola dos filhos

Conhecer o espaço e os profissionais gera mais segurança de que a proposta veiculada é realmente aplicada

 

Com o final do ano se aproximando, famílias descontentes começam a procurar novos locais de ensino para seus filhos, assim como pais de primeira viagem iniciam a pesquisa para escolher a escola ideal. Depois se selecionar algumas opções, chega o momento da visita à instituição. Mas o que exatamente observar no dia?

Veja algumas dicas de como aproveitar ao máximo a ida ao colégio:

  • Marque a visita no horário de aula

Antes mesmo de colocar os pés na escola é importante se planejar para conhecer o estabelecimento durante o horário letivo. “Gostamos de mostrar a nossa proposta pedagógica acontecendo”, conta Alessandra Tiemi, coordenadora do Ensino Infantil da Escola Roberto Norio, sobre a recomendação que o colégio faz à família. Isso possibilita checar se o projeto escolar está realmente sendo cumprido.

Além disso, essa é uma oportunidade de os pais levarem o filho para fazer uma aula experimental. Assim, a criança conhece os alunos, professores e pode formar uma opinião sobre o colégio.

  • Observe no espaço físico a prática pedagógica

Murais, quadros e espaços revelam muito sobre a aplicação da proposta pedagógica. Escolas bilíngues podem, por exemplo, ter os nomes dos objetos em sala de aula expostos nos dois idiomas – assim facilita o aprendizado pela visualização e repetição.

Além disso, o incentivo à leitura é importante. Verifique se a escola possui um espaço específico para isso.

  • Preste atenção no comportamento dos alunos e dos profissionais

A maneira dos estudantes da escola se portarem mostra os valores da instituição. Veja se os alunos são incentivados a terem autonomia desde pequenos, se comem sozinhos e recolhem os pratos após as refeições. Outro exemplo é o incentivo a recolher os brinquedos após a recreação deixando tudo organizado.

Em relação aos funcionários da instituição, é importante observar desde a recepção na portaria até a conduta dos professores com os alunos. A relação dos alunos com os profissionais é um espelho do cuidado que eles têm com cada um. O conjunto mostra o treinamento e qualificação, ou seja, se a equipe como um todo é bem preparada.

  • Verifique os mecanismos de segurança

Segurança deve sempre ser uma preocupação dos pais e das escolas. Desde o responsável por receber e entregar as crianças na porta conhecendo cada família até barreiras físicas e formas de proteção, que são especialmente relevantes quando nos referimos às escolas para crianças.

O responsável por receber e entregar os alunos deve fazer o reconhecimento de cada criança e dos pais desde o primeiro contato com a escola. “Na recepção do aluno eu já gravo a fisionomia do pai. Caso não o reconheça na saída, peço sempre a identidade, que é copiada e arquivada antes de liberar o estudante. Alguns pais reclamam num primeiro momento, mas depois entendem a importância e necessidade desse procedimento” diz Tadeu Cotarelli, responsável pela portaria da Roberto Norio.

Outros tipos de proteção são necessários, como por exemplo, a grade que impede a passagem dos pequenos para o hall de entrada. Esse é um mecanismo simples que evita acidentes e gera mais controle de supervisão aos professores. “Tão importante quanto as barreiras físicas, a preocupação dos docentes e das próprias crianças maiores com a segurança dos menores é fruto da cultura de aprendizado da escola” diz Kazuko Yamauchi, diretora da escola.

  • Fique atento aos horários de funcionamento e às atividades extracurriculares

Atualmente, qualidade de vida da criança está muito ligada ao tempo de deslocamento em grandes cidades. Além disso, todo pai deseja dar o melhor preparo para os seus filhos. Assim, verificar as aulas extracurriculares disponibilizadas assim como a sua qualidade é importante na escolha da escola.

 

Leia também: 4 provas de que todo negócio pode ter sucesso pela Internet

 

Leia também: 14 dicas para se dar bem na Black Friday

 

 

Fonte: Primeira Página

Redes Sociais