Mercado

Governo implanta sistema de jogos para ensino de matemática em SP

Projeto vai beneficiar cerca de 100 mil alunos

 

O Governo do Estado de São Paulo assinou nesta semana um convênio com a empresa Matific, especializada em gamificação para o ensino matemático desde a educação infantil até o sexto ano, para implantação da plataforma de jogos educacionais de matemática ao currículo escolar de 207 colégios da rede pública.

Cerca de 100 mil alunos serão beneficiados. Uma das intenções do projeto é combater o nível de defasagem do ensino da matemática no Brasil e aumentar o engajamento de alunos e professores por meio de novas tecnologias de aprendizagem.

A plataforma da Matific é utilizada atualmente por cerca de 500 mil alunos no Brasil, de mais de mil colégios públicos e privados no Brasil. No mundo, o sistema de jogos matemáticos já é adotado em 45 países, com milhões de alunos nos cinco continentes e diversos prêmios internacionais.

A tecnologia de gamificação atende todos os requisitos da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e permite que colégios, professores e alunos aprendam a usar base comum em sala de aula.

A BNCC é uma exigência prevista pelo Ministério da Educação (MEC), para que as escolas sigam um currículo único e estabeleçam os conteúdos essenciais que deverão ser ensinados em todas as instituições de ensino no Brasil.

“A Matific usa a tecnologia para acelerar e enriquecer esses processos de aprendizagem, à medida em que administra interações e oferece a possibilidade de o aluno colocar a mão na massa, manipulando objetos dentro de ambientes simulados”, comenta o CEO da Matific Brasil, Szyller.

“O sistema de gamificação promove uma aprendizagem mais profunda, pois, além de engajar os alunos em situações cotidianas, também estimula a curiosidade, a exploração, o raciocínio lógico e a aprendizagem pela descoberta, em um ambiente lúdico e interativo. Também fornece aos professores dados de desempenho de seus alunos em tempo real, o que permite a personalização das atividades de acordo com o momento de aprendizagem de cada aluno”, acrescenta.

 

Leia também: 9 dicas para lidar com a birra infantil

Leia também: 5 aplicativos educacionais que melhoram relação das crianças com celular

 

Fonte: Primeira Página

Redes Sociais